Guia prático da Gestão de pessoal – Parte 1: Os dois passos essenciais para uma contratação bem sucedida

Guia prático da Gestão de pessoal – Parte 1: Os dois passos essenciais para uma contratação bem sucedida

Entenda os cuidados para realizar antes do processo de recrutamento. 

O processo de contratação de um novo funcionário vai muito além das entrevistas e do recrutamento. Na verdade, ele começa antes mesmo dessas etapas, sendo impulsionado pela necessidade de preencher uma vaga, seja para abrir um novo setor, compor o quadro de funcionários ou repor uma posição.

Neste artigo, exploraremos dois passos essenciais  para garantir uma contratação bem-sucedida: o planejamento e o orçamento.

1° Passo: Planejamento de contratação 

O ponto de partida para uma contratação eficiente é o planejamento. Além de considerar as normas da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), é fundamental avaliar os benefícios obrigatórios do sindicato ao qual o funcionário estará vinculado. Questões como o piso salarial e o valor mínimo a ser pago devem ser cuidadosamente planejadas com antecedência.

Embora a empresa não seja responsável por conhecer todos os detalhes do enquadramento sindical dos benefícios, contar com a parceria da Lobe Consultoria pode ser uma vantagem estratégica. Nossa equipe especializada pode oferecer suporte no planejamento, garantindo que a empresa tome decisões informadas.

Realizou o planejamento e está dentro das suas possibilidades? Então vamos para o segundo passo.

Você também pode se interessar por estes outros conteúdos!

Guia prático da Gestão de pessoal – Parte 2: Etapa de Admissão: O Caminho para uma Contratação Bem-Sucedida
Guia prático da Gestão de pessoal – Parte final: Desligamento de Funcionários: Avisos e Documentação

2° Passo: Orçamento

Se a necessidade de contratar um novo funcionário é real, é importante calcular o orçamento total da contratação. Além do salário, é essencial considerar encargos como Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e outros benefícios obrigatórios. Contratar um novo colaborador não se resume apenas ao valor do salário na oferta inicial; é necessário entender todos os custos envolvidos.

A gestão cuidadosa dos custos demonstra um controle por parte da empresa e reflete uma abordagem estratégica para a contratação. Ao calcular detalhadamente o orçamento, a empresa está mais bem preparada para enfrentar os desafios financeiros associados à expansão da equipe.

O sucesso de uma contratação começa muito antes da assinatura do contrato. Ao investir tempo e esforço no planejamento e no orçamento, a empresa estabelece uma relação de trabalho bem-sucedida. 

Sobre o autor

Este texto foi elaborado em colaboração com Rodrigo Cezário, Supervisor na Lobe Consultoria e graduado em Ciências Contábeis pela Unialfa. Com mais de 12 anos de experiência na área de departamento pessoal, Rodrigo é especialista em legislação trabalhista e previdenciária, desoneração da folha de pagamento e gestão de riscos nesse setor.

Ele possui expertise nos sistemas de gestão de pessoas da TOTVS e Dominio, além de uma ampla experiência na liderança de equipes. Rodrigo é também palestrante, tendo participado de eventos de renome nacional, como o DP Results. Como professor de departamento pessoal, ministrou mais de 10 cursos ao longo de 2023.

Destaca-se pelos trabalhos de consultoria e auditoria de folha de pagamento, resultando em um compliance efetivo no setor trabalhista. Sua atuação resultou na redução de mais de 200 mil reais em tributos trabalhistas e na implementação de planejamentos tributários efetivos no setor.

WhatsApp
Telegram
Facebook
LinkedIn

Entre em contato com a Lobe Consultoria